Jajangmyeon 자장면

Jajangmyeon 자장면 é um prato da cozinha chinesa que foi adaptado ao estilo coreano, servido na maioria dos restaurantes chineses na Coreia do Sul e hoje é conhecido como um dos pratos favoritos entre os coreanos.

“Alguns dizem que cheolgabang (literalmente “bolsa de ferro”, uma caixa de aço com uma alça usada na entrega de comida de restaurantes) originou-se de caixas de madeira que os chineses usavam para entregar comida desde a antiguidade ou as “bolsas” de madeira que os japoneses usavam desde o período Edo para entregar seus macarrões udon. Independente da origem exata, as caixas de ferro utilizadas pelos restaurantes de estilo chinês estão entre os 52 projetos coreanos representativos selecionados pela Korea Design Foundation.”

Em 2009 foi publicado um livro acadêmico exclusivo sobre o jajangmyeon, publicado em 2009, intitulado 자장면뎐  (A Story of Jajangmyeon). O livro foi escrito por Yang Se-uk, professor de pesquisa de linguagem e literatura chinesa na Universidade de Hanyang.

Com base em suas intensas investigações de campo, o autor chegou à conclusão de que jajangmyeon se originou de um tipo de prato caseiro comido pelos chineses na região de Shandong. O livro, no entanto, não é sobre a criação do jajangmyeon e sim sobre o simbolismo dele – uma tigela desses macarrão significa a mistura de uma história da cultura viva coreana, uma história moderna e contemporânea de trocas coreano-chinesas e uma história de chineses estrangeiros na Coréia. O conteúdo principal é a exploração da curiosidade, mostrando o quanto um alimento de origem chinesa alcançou um sucesso tão grande na Coreia. É um estudo realizado a partir da perspectiva da história cultural.

DSC_2448

O professor Yang cita dois motivos para a popularidade de jajangmyeon. Primeiro, jantar fora tornou-se uma nova cultura na sociedade coreana, uma vez que a população urbana aumentou rapidamente após a década de 1950. “A comida chinesa era uma escolha adequada para muitos coreanos em vista de sua situação econômica no momento. Era diferente de suas refeições diárias, mas era mais barato do que comida japonesa ou ocidental”, diz Yang. A industrialização foi outro fator citado. “era um tempo em que tudo tinha que ser feito tudo muito rápido, jajangmyeon era então uma comida ideal. Poderia ser cozido em três minutos e comido em mais três minutos”, diz ele.

Havia também outros fatores sociais. Os chineses que moravam na Coréia não tinham como retornar e tiveram que abandonar o comércio em seu país de origem depois que os comunistas se apoderaram da China continental em 1949. Como resultado, vários chineses residentes na Coréia decidiram investir em restaurantes. De acordo com o professor Yang, cerca de 40,3% dos chineses na Coréia estavam envolvidos na área de restaurantes em 1949 e em 1972 o número saltou para 77%.

Jajangmyeon forneceu assunto em vários gêneros de arte, como um filme (The Great Chef: Peking Restaurant), drama (Jajangmyeon is Getting Swollen), história infantil (Jajangmyeon), poema (Eating Jajangmyeon) e música popular (Jjamppong e Jajangmyeon). No entanto, não houve nenhum livro escrito sobre o assunto com uma abordagem acadêmica séria, explica o professor Yang. “Jajangmyeon é um objeto importante no cotidiano coreano, mas não foi devidamente examinado. Senti a necessidade de definir academicamente a posição de jajangmyeon como um assunto para a história da nossa cultura viva antes que seu status diminua. Considero isso como uma espécie de etiqueta para a comida que tanto amamos”.

jjajangmyeon

História do Jajangmyeon

Durante a primeira guerra sino-japonesa, a China trouxe homens jovens da província de Shandong para a cidade portuária da Coreia, Incheon, como trabalhadores, para lidar com materiais de guerra próximos do campo de batalha. Depois de perder a guerra para o Japão, o exército fez um rápido recuo para a China, deixando para trás os trabalhadores da província de Shandong em Incheon. Como esta era uma era em que os direitos humanos ou a cooperação entre os países não eram ativos como é hoje, esses jovens foram deixados para sobreviver neste país estrangeiro. Eles passavam por vários trabalhos manuais no porto. Porém, a comida disponível, como kimchi 김치 ou doenjang stew 된장 찌개, não era algo para o qual eles estavam acostumados e, embora desejassem desesperadamente voltar para casa.

No final do século XIX, alguns imigrantes chineses começaram a se instalar em Incheon, uma cidade portuária a oeste de Seul e essa área tornou-se a Incheon Chinatown de hoje em que os restaurantes chineses começaram a aparecer. Foi dito que, em 1905, um restaurante chinês chamado Gonghwachun no Incheon Chinatown começou a servir jajangmyeonn, que se baseava no zhajiangmian chinês (炸醬麵 – literalmente, “macarrão com molho frito”) originário da região de Shandong na China. Mais tarde, o caramelo e as cebolas foram adicionados ao molho de jajangmyeon para implementar um sabor mais doce para se adequar ao gosto dos coreanos e assim, o jajangmyeon tornou-se uma comida “coreana chinesa”.

Nas décadas de 1950 e 1960, depois da Guerra da Coreia, as pessoas utilizaram o trigo obtido dos EUA para fazer macarrão e o jajangmyeon, naquele momento, se espalhou para outras partes da Coreia do Sul. Na década de 1960, quando a Coreia do Sul ainda era um país muito pobre, uma tigela de jajangmyeon custava 15 won e foi considerada muito cara para aquela época. Por isso, os pais iam com seus filhos para restaurantes chineses comer jajangmyeon apenas em dias especiais, como graduação, aniversários ou dia das crianças. Embora o jajangmyeon tenha se tornado relativamente barato em comparação com outros pratos, essa tradição ainda é mantida por muitas famílias coreanas. Portanto, para muitos coreanos, comer jajangmyeon não só enche o estômago, mas também traz memórias valiosas.

Atualmente seria difícil encontrar na Coreia uma pessoa que nunca tenha comido Jajangmyeon. Ele se enraizou na cultura como “comida popular”. Apesar do consumo ser aproximadamente 1.500.000 pratos todos os dias, dificilmente ele é feito em casa. É mais fácil conseguir uma tigela de macarrão mais barato, conveniente e gostoso dos restaurantes do que ter que enfrentar o mercado para comprar os ingredientes e cozinhar em casa.

IMG_6864

Curiosidade

Jajang 자장 (alternadamente soletrado jjajang 짜장) derivado da palavra chinesa zhájiàng (炸酱), significa “molho frito”. Myeon (면) significa “macarrão”. Os caracteres chineses são pronunciados jak (작; 炸) e jang (장; 醬) em coreano, mas o prato de macarrão é chamado jajangmyeon, não jakjangmyeon, porque sua origem não é a palavra sino-coreana, mas a transliteração da pronunciação chinesa . Como a pronunciação chinesa de zhá soou como jja (em vez de ja) para orelhas coreanas, o prato tem sido conhecido na Coreia do Sul como jjajangmyeon e a grande maioria dos restaurantes coreano chineses usa essa ortografia.

No entanto, até 22 de agosto de 2011, o Instituto Nacional de Língua Coreana não tinha reconhecido a ortografia como uma transliteração idiomática solidificada. Mais tarde, jjajangmyeon foi aceito como uma ortografia alternativa padrão ao lado do jajangmyeon existente no Conselho Nacional de Deliberação da Linguagem (국어 심의회), e em 31 de agosto, foi anunciado como uma linguagem padrão e está incluído no Standard Korean Language Dictionary.

A razão pela qual jjajangmyeon não se tornou a ortografia padrão foi devido às regras para transliteração de palavras estrangeiras anunciadas em 1986 pelo Ministério da Educação, que afirmou que os obstruentes estrangeiros não devem ser transliterados usando consoantes duplicadas, exceto por alguns usos estabelecidos.

Museu do Jajangmyeon 짜장면박물관

Em 1883, um distrito de governo chinês foi estabelecido no porto de Incheon e a cidade estava cheia de restaurantes e trabalhadores chineses. Gonghwachun abriu em 1905 e o prato rapidamente se tornou popular entre os trabalhadores do porto e os coreanos em todo o país. Devido à sua popularidade, Gonghwachun tornou-se o restaurante histórico da Chinatown de Incheon antes de diminuir na década de 1970. Ele fechou em 1984. Embora um novo restaurante chinês com o nome idêntico tenha operado desde 2002 perto do antigo, não tem relação com o original.

Para promover o turismo, o escritório do distrito de Jung realizou um festival jajangmyeon no início de outubro de cada ano desde 2002. O escritório também negociou com os proprietários do edifício do Gonghwachun original para transformá-lo em um museu que preserva as velhas lembranças do Porto de Incheon.

DSC_8821
짜장면박물관

Foto capa: mykoreaneats.com

Deixe um comentário