Massas de macarrão coreano I

Imagem: https://www.kcet.org/

A origem do macarrão aponta para uma data e geografia ainda em questão.  Seja na China ou nas Arábias, parte das interpretações consideram a área da Rota da Seda como uma região de intenso fluxo comercial e cultural entre leste-oeste e vice versa.

Na China, o macarrão de trigo se estabeleceu em meados do ano 100dC e foi primeiro consumido pelos nobres e governantes, até que alcançasse as camadas populares como um alimento saudável e com significado remetente a longevidade. Já na Coreia, apesar da farinha de trigo ter se difundido em larga escala na Dinastia Joseon, estima-se que o macarrão feito de trigo mourisco tenha surgido ainda na Dinastia Goryo. Mesmo sob severas condições oferecidas pela terra, o trigo mourisco era abundante.

Conforme sua popularidade era estabelecida, ganhava espaço na mesa do povo coreano, até que passasse a ser feito também por meio de grãos como feijão mungo, cevada, soja e raizes como a batata doce.  As espessuras, tamanhos e sabores também ganharam variações. Entretanto, no condado de PyeongChang na província de Gangwon, ainda é possível experienciar o modo tradicional de se preparar o macarrão coreano, feito com trigo mourisco.

Referidos na culinária coreana principalmente como 국수 – Guksu, ou no vocabulário sino-coreano como  – Myeon, os macarrões coreanos possuem diversas combinações, que podem ser consumidas do inverno ao verão.

당면 – Dangmyeon

Feito de amido de batata doce, o Dangmyeon possui uma textura elástica e compõe a classe de macarrões de vidro, por sua característica translucida. Disponível seco, antes de consumido deve ser deixado de molho na água, fervido por cerca de 6 minutos e então degustado . É o ingrediente principal do Japchae, um prato de macarrão salteado com carnes, legumes e cogumelos em óleo de gergelim e ganjang.

냉면 – Naengmyeon

Com origem documentada do século 19 na Dinastia Joseon, o Naengmyeon é popular da região norte da península coreana, em cidades como Pyongyang e Hamhung. Após a Guerra das Coreias, o macarrão se difundiu amplamente. Sua massa é feita a partir do trigo mourisco e do amido de batata. Após ser cozido, é servido frio em uma tigela de aço, com caldo picante, pepino, pera, rabanete, ovos e carnes, ou quente com diferentes variações.

쫄면 – Jjolmyeon

Este macarrão carrega uma característica em seu nome, extrema mastigabilidade. Isso se dá porque sua textura é macia e possui um sabor refrescante. Feito de farinha de trigo e amido de milho, é servido em molho picante e agridoce acompanhado de legumes. Sua origem é datada do início dos anos 70 sob a especulação de um possível erro no momento do preparo do Naengmyeon, que teria então dado origem a ele. Comumente encontrado em lanchonetes e restaurantes de rua, e, seu custo é extremamente baixo.

Acompanhe a II Parte desta matéria AQUI!

Fontes: Visit Korea, Tales of Hansik – Arirang Culture, SBS e Wikipedia

Deixe um comentário